Blog

Margem de contribuição e Markup: qual é a melhor solução para achar o preço certo?

Uma das tarefas mais importantes para quem gerencia um negócio é a formação dos preços de vendas. O cuidado nesta etapa define a lucratividade e impacta na sustentabilidade financeira do negócio. Mas, afinal, o que é preciso levar em conta na hora de elaborar o valor dos seus produtos e/ou serviço?

Mesmo que sua empresa opte por fazer preços aleatoriamente , é importante realizar os cálculos de precificação com antecedência. Deixar isso pra última hora pode gerar prejuízo para os seus negócios.

Mas como chegar aos valores ideais de venda para evitar prejuízos? Você pode realizar seus cálculos com base na margem de contribuição ou no markup. Quer saber mais sobre isso e aprender como calculá-los? Acompanhe o artigo a seguir e descubra como eles funcionam!

O que é Margem de contribuição e Markup?

Como vimos, a elaboração de preços é tarefa fundamental para o seu negócio. É importante que seja feita com antecedência e de maneira correta a fim de evitar perda de lucros para sua empresa. 

Para isso é fundamental levar em consideração os custos fixos, como aluguel, luz, água, folhas de pagamento e as despesas variáveis. 

Existem duas formas de realizar esse cálculos. São elas:

Margem de contribuição

É a quantia em dinheiro que sobra da Receita obtida através da venda de um produto, serviço ou mercadoria após retirar o valor dos gastos variáveis, composto por custo variável e despesas variáveis. Tal quantia é que irá garantir a cobertura do custo fixo e do lucro, após a empresa ter atingido o Ponto de equilíbrio, ou ponto crítico de vendas (Break-even-point).

Ela representa uma margem dos produtos vendidos que contribuirá para a empresa cobrir todos os seus custos e despesas fixas, chamados de Custo de Estrutura/Suporte. 

Pode ser calculada pela margem de contribuição unitária de um determinado produto ou pela receita total. Pela unitária sabe-se a contribuição de cada produto para suportar o custo de estrutura. 

Como calcular a MC :

MC = PV – CV

Onde:

  • MC – Margem de contribuição;
  • PV – Preço da venda;
  • CV – Custo variável do produto.

Exemplo:

Digamos que sua loja vende blusas, o valor de venda é de 50 reais. Elas custaram para você 25 reais e suas despesas variáveis seriam de 20% do valor do produto, ou seja, cerca de 10 reais, e se sua empresa vende 150 blusas por mês. O cálculo ficará assim: 

UnitárioTotal
(+) Receita OperacionalR$ 50,00R$ 7.500,00
(-) Custos Pela Compra (CMV)R$ 25,00R$ 3.750,00
(-) Despesas Variáveis (20%)R$ 10,00R$ 1.500,00
(=) Margem de ContribuiçãoR$ 15,00R$ 2.250,00
(=) Margem de Contribuição %30%30%

Sendo assim, seu lucro bruto será de 15 reais por cada blusa e o total das vendas será de 7.500 reais menos os custos variáveis. A venda das blusas sobram  30% para o lucro e demais gastos da estrutura. aS, Markup

O markup é calculado levando em consideração a relação entre o custo de produção, a distribuição do produto e o preço da venda. Mas em vez de subtrair o valor de venda pelos custos como acontece na margem de contribuição, o markup é feito por meio da multiplicação dos custos.

O markup é calculado por meio de porcentagem. Para isso você precisa saber a porcentagem dos gastos fixos, variáveis e qual será sua margem de lucro. 

Para calcular o markup, é preciso usar a seguinte fórmula:

Markup = 100/100 – (DF+DV+ML)

Onde: 

  • DF – Despesas fixas: são os valores como aluguel, luz, internet, etc ;
  • DV – Despesas variáveis: são os valores relacionados ao produto, custos e tributação ;
  • ML – Margem de lucro: corresponde ao lucro sobre o produto.

Exemplo:

Você decidiu começar a vender blusas personalizadas em sua loja, elas terão um custo de 37,50 reais, e você quer vendê-las por 60 reais. Porém, precisa levar em consideração os gastos fixos e variáveis que irá ter com esse produto, para saber se esse é o preço correto. 

Você verifica que suas despesas fixas correspondem a 10%, suas despesas variáveis são de 10% e você quer ter um lucro de 20%. Sendo assim, irá calcular o markup da da seguinte maneira:

100/100 – (15 + 10 +20)

100/100 – 45

100/55

Ou seja, seu markup corresponde a 55%. Então, multiplique 37,50 por 55%, ao final chegará ao valor de 58,10 reais, então 60 reais é um bom valor para o seu produto. Sendo assim, você terá uma boa taxa de lucratividade.

Qual a diferença entre os conceitos?

Os conceitos de margem de contribuição e o markup podem ser semelhantes, sim, mas não são iguais. 

Com a margem de contribuição é possível calcular o valor bruto obtido no final das vendas, ou seja, você consegue obter o valor final após considerar os custos de produção e as despesas variáveis do produto. 

Já o Markup é feito para mostrar os custos da produção e quanto irá custar a distribuição do seu produto. Assim, você irá visualizar todos os valores gastos antes da venda, já levando em consideração a margem de lucro que pretende obter. 

Na prática, o markup pode ser muito útil na hora de precificar seus produtos. Como o cálculo leva em consideração gastos fixos, variáveis e sua margem de lucro na hora de calcular o preço final, ele ajuda a chegar a um preço ideal para seu produto.

Bom, agora você já entende a diferença e como aplicar a margem de contribuição e markup. 

Continue acompanhando o blog para descobrir as melhores soluções para o seu negócio!

qual-a-diferenca-entre-margem-de-contribuicao-e-markup

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBEM